Problemas de Podridão de raiz de Rosas do Deserto

Tempo de leitura: 6 minutos

Problemas de Podridão

Um dos problemas mais frequentes no cultivo de Rodas do Deserto é a podridão das raízes da planta.

Umas dos principais fatores que causam o apodrecimento de raízes de Rosas do Deserto é o excesso de rega e substrato com pouco dreno, a água acumula no vaso e as raízes apodrecem.

De uma hora para outra a Rosa do Deserto começa a amarelar e as folhas e se declinam; você tenta corrigir o problema regulando a rega, mas isso parece não ajudar.

Por ser uma planta suculenta a Rosa do Deserto acumula água em seu caule (batata), para sobreviver em tempos quentes, por tanto ela e suscetível a podridão por excesso de água, isso ocorre por ela está fora do seu habitat natural. No entanto se você mora em uma região quente não tenha medo de regar sua Rosa do Deserto todos os dias pela manhã.

Para que não haja problemas de podridão nunca plante sua Rosa do Deserto direto na terra; use um bom substrato para drenar água.

Uma forma de verificar se a Rosa do Deserto está com sede é apertando o Caldex, caso esteja murcho ele necessita de água. Uma forma de não exagerar na Constância da rega é verificar com o dedo a umidade da terra. Caso esteja úmidaainda não é hora de regar.

 

Se a sua Rosa do Deserto está decaída existem algumas possibilidades para que isso esteja acontecendo.

Sua rosa pode estar entrando em dormência, isso fará com que as folhas amareleçam e caiam. Por isso não confunda dormência com problemas de saúde de suas rosas.

Sua planta pode está sofrendo de podridão radicular, ou seja, podridão de raiz.

A podridão da raiz pode ter duas fontes – uma é uma exposição prolongada a condições de sobreaquecimento que podem provocar a morte de algumas raízes devido à falta de oxigênio.

Quando eles morrem, eles podem começar a decair ou apodrecer. A podridão pode então se espalhar para raízes mais saudáveis ​​e matá-las também, mesmo que as condições do solo sejam corrigidas.

A outra fonte pode ser de um fungo no solo.

O fungo pode estar oculto no solo indefinidamente e, de repente, pode florescer quando as plantas são transplantadas uma ou duas vezes.

O fungo de podridão radicular ataca as raízes e faz com que elas apodreçam e morram.

Se você não tem certeza se sua planta tem podridão de raiz, você pode estar se perguntando como é que a podridão de raízes parece?

Se a planta está minguando lentamente e as folhas ficam amarelas por razões aparentemente desconhecidas verifique as raízes.

Retire a planta do solo e sinta as raízes. As raízes afetadas pela podridão parecerão pretas e você sentirá sua mão molhada.

As raízes afetadas podem literalmente cair da planta quando você as toca. As raízes saudáveis ​​podem ser pretas ou pálidas, mas elas se sentirão firmes e flexíveis.

Tratando a Podridão de Raiz:

Se o problema é uma sobrecarga prolongada ou uma única sobrecarga que causou uma explosão de fungos por podridão, você deve agir rapidamente.

O tratamento da podridão da raiz deve ser feita o mais rápido possível, isso aumentará as chances de salvar sua rosa.

Comece a tratar a podridão das raízes removendo a planta do solo e lavando as raízes sob água corrente. Lave com cuidado todo o solo e as raízes afetadas.

Em seguida, use uma lamina esterilizada e remova toda a parte escura da raiz até chegar à parte branca.

Adicione canela em pó aos cortes para facilitar a cicatrizarão.

Talvez seja necessário remover uma quantidade significativa do sistema radicular se a planta estiver gravemente afetada. Se for esse o caso, limpe uma tesoura com álcool e remova um terço das folhas da planta. Isso dará à planta uma melhor chance de regenerar as raízes, pois não precisará suportar tantas folhas.

 

Usando CIMENTO, CANELA OU COLA PARA SELAR O CORTE

Cortes em galhos ou na raiz abrem portas para bactérias e fungos que irão se multiplicar provocando podridão e podem causar a morte da Rosa do Deserto.

Se o local já apresentar podridão, toda a parte podre deverá ser removida com auxílio de um estilete ou faca. Utilize álcool 70º para descontaminar o material utilizado na remoção da podridão.

Após PODRIDÃO ou PODA DE GALHOS E RAIZes, o tecido cortado poderá ser selado com:

CIMENTO EM PÓ – aplique uma camada de cimento em pó no local do corte e a seiva irá secar junto com o cimento formando uma casca resistente. Aguarde 3 ou 5 dias e replante normalmente. O cimento criará uma casca bem firme e protetora.

CANELA EM PÓ – com auxílio de uma toalha de papel, seque a seiva no local do corte e aplique uma camada generosa de canela em pó. Aguarde 5 ou 7 dias e replante normalmente.

COLA INSTANTÂNEA – com auxílio de uma toalha de papel, seque a seiva no local do corte e aplique a cola. Aguarde a secagem da cola e o replante poderá ser feito imediatamente.

Se você está fazendo o transplante deixe sua planta fora do substrato por alguns dias.

Pulverize CIMENTO OU CANELA por cima das raízes por precaução.

Assim minúsculos cortes poderão cicatrizar livrando seu adenio de uma possível podridão.

Fungos no fundo do substrato

Continue a tratar a podridão das raízes descartando o solo no pote em que a planta estava. Lave bem a panela com uma solução de branqueamento. Se possível, mergulhe as raízes saudáveis ​​restantes em uma solução de fungicida para matar qualquer possível fungo de podridão radicular.

Deixe a rosa cicatrizar pendurada em sobra durante 5 dias ou mais

Depois de tratar a podridão das raízes da planta, repote a Rosa do Deserto em substrato limpo.

Certifique-se de que o recipiente tenha boa drenagem e apenas aquecer a planta quando a parte superior do solo estiver seca.

Enquanto a planta está regenerando suas raízes, não fertilize a planta, pois isso pode sobrecarregá-la. Você não quer ter que tratar a podridão das raízes novamente na planta.

Espero que agora a planta se recupere e você receberá sua bela planta de casa de volta.

 

Podridão de Cáudex

Este é provavelmente o esmo que o anterior, a podridão afeta o tronco principal ou caudex e leva a todas as folhas ficar amarelas e caírem subitamente.

Esta podridão começa abaixo do nível do solo. Se afetar a principal raiz de derivação, ela se manifestará com os mesmos sintomas da podridão de raiz, mas muitas vezes apenas uma raiz lateral é afetada e só é vista quando a planta estiver sendo repotada ou nua para exportação.

A podridão maciça das raízes será vista imediatamente como amarelamento e queda da maioria das folhas. Geralmente isso ocorre pelo acumulo de água no substrato.

 

Mantenha o substrato de suas rosas sempre bem drenável para evitar problema de apodrecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *