[Tudo Sobre Rosas do Deserto] Como cultivar Rosas do Deserto

Tempo de leitura: 5 minutos

1-Tudo Sobre Rosas do Deserto – Como cultivar Rosas do Deserto

Neste artigo você vai conhecer tudo Sobre Rosas do Deserto. A Rosa do Deserto é originaria da África e oriente Médio. Nativa das regiões do Sahel, ao sul do Sahara (da Mauritânia e do Senegal ao Sudão) e tropical e subtropical leste e sul da África e parte sul da Península Arábica.

rosa do deserto multiflauer
Rosa do deserto floridas: multiflauer

Na verdade a Rosa do Deserto tem outros Nomes: Seu Nome Científico é Adenium Obesum, no entanto ela é mais conhecida como Rosa-do-Deserto e Adenium, mas, ela também é conhecida como Lírio-Impala, simulada Azaléia, kudu, Estrela Sabi, Rosa do Deserto.

Apesar de se chamada de Rosa, o Adenio não tem espinhos, ele é uma planta herbácea, suculenta de feição escultural e de floração exuberante. Sua estrutura consiste em um caule grosso na base adaptado para guardar água e nutrientes em lugares de difícil sobrevivência.

Com 15 centímetros de altura uma rosa do deserto começa sua Floração, as flores ocorrem geralmente na primavera, no entanto é possível ocorrer sucessivas florações no verão e outono. As flores são tubulares e podem ser simples com cinco pétalas ou arrojadas com duplas ou triplas camadas de pétalas. As cores são variadas, partindo do branco ao vinho escuro, passando por diferentes tons de rosa e vermelho. Muitas variedades apresentam mesclas e degrades do centro em direção as pontas das pétalas, conforme suas mais variadas hibridações.

O Adenio gosta de muito sol, mas pode ser cultivado a meia-sombra. O solo  precisa ser drenável, neutro, arenoso, enriquecido com matéria orgânica e irrigado periodicamente com intervalos regulares. Ele Não aceita o frio abaixo de 10ºC e nem encharcamento das raízes. No entanto não é bom que fique muito tempo sem regas. Em países de clima temperado e frio ele e deve permanecer em estufas aquecidas no inverno é possível que as folhas caiam nesse período. Sua floração abundante só ocorrerá mesmo com sol pleno.

Os cientistas debatem para descobrir quantas espécies selvagens existem de Adenio. Alguns cientistas acreditam que exista apenas uma espécie de Adenio e várias subespécies ou variedades. Mas os Adenios selvagens variam dramaticamente.

2-Tudo Sobre Rosas do Deserto – Como cultivar Rosas do Deserto:Os Colecionadores

 A Rosa do Deserto desperta interesse em pessoas no mundo inteiro, ela pode ser comparada com as mais belas flores como as Orquídeas e Bromélias. Os aficionados por essa planta dedicam muito tempo e dinheiro para colecionarem Rosas com caules esculturais e de magnífica floração. Uma das peculiaridades dessa planta é a capacidade de ser modelada. Os colecionadores mais dedicados criam técnicas que modelagem de caudex e transformam suas Rosas em bonsais agregando assim um valor inestimável em suas plantas. 

Se você cultiva Rosas do Deserto e pretende ser um colecionador dessas maravilhas, você tem que se atenta a alguns detalhes importantes como a hibridação, ou seja, cruzamento das flores por meio de polinização.

Adenios geralmente não são autoférteis, isso quer dizer eles não se autofecundam para produzirem sementes. São necessários dois clones separados para produzir sementes viáveis. Eles têm estrutura de fecundação complexa e são difíceis de polinizar.

Esse trabalho deve ser feito à mão e requer uma certa técnica  para realizá-lo. Por outro lado raramente insetos são vistos polinizando Rosas do Deserto.

 3-Tudo Sobre Rosas do Deserto – Como cultivar Rosas do Deserto:  Sementes de Rosas do Deserto

sementes de Rosas do deserto
Aprenda a Germinar Sementes de Rosas do Deserto

 As sementes possuem várias vantagens em relação à propagação vegetativa: proporciona plantas com bom caudex e caráter, as sementes são facilmente transportadas e têm problemas fitossanitários mínimos e não carregam vírus facilmente. 

As principais desvantagens incluem o fato de que os clones selecionados não se tornam realidade das sementes, por isso é impossível saber como será a planta, tanto na forma quanto na flor, uma vez que amadureça.

As mudas demoram um pouco para florescer, pelo menos, 6 meses.

Mesmo depois que eles começam a florescer, parece haver uma fase juvenil e o tamanho, freqüência de florescimento leva mais tempo.

Rosas de sementes levam mais tempo para se aproximar de plantas maduras ou plantas enxertadas com hastes maduras.

Existe uma forma simples de germinar Sementes de rosas do Deserto. Basta colocar as sementes sobre papel toalha umedecido em uma travessa de vidro, depois cubra as sementes com papel toalha umedecido e em seguida vede a travessa com papel filme.

4-Tudo Sobre Rosas do Deserto: Enxerto de Rosas do Deserto

enxerto de rosas do deserto passo a passo
modelo de enxerto de rosas do deserto do tipo garfagem

 Hibridização e Enxertia

De fato a grande variedade de Rosas do deserto se da essencialmente por meio de polinização e enxertia, nesse caso enxerto de rosas do deserto. Dessa forma é possível obter uma variedade de Rosas bem distintas.

O interessante, que o enxerto permite produzir em uma mesma planta flores de variedades diferentes. Plantas antigas e bem estruturadas de variedades raras podem alcançam preços elevados, da mesma forma que os bonsais.

A multiplicação do Adenio se dá por sementes e estacas. Geralmente se corta pequenos pedaços dos galhos e os plantam em areia para enraizar. Feito isso, a cópia perfeita de uma Rosa pode ser plantada em um vaso com substrato.

Outras características foram desenvolvidas através da hibridação, usando outras espécies para cruzar com as Adenios.  A propagação por meio de estacas não possibilita a formação do caldex, que é a aparência robusta no tronco do Adenio, também chamada de batata.

Um segredinho usado usado no enxerto e na produção de estacas é uso de canela em pó para ajudar na cicatrização da planta.

    

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *